Saltitando com as Palavras, como o próprio significado da palavra SALTITAR — divagar de um para outro assunto — foi idealizado para expressar e partilhar as pequenas coisas boas, e menos boas da vida, tais como: emoções, dificuldades, desafios, conquistas, alegrias, enfim, pulular este espaço com todo o tipo de informação para o bem-estar e lazer.

Micro-ondas, o forno para todos os dias!

Beleza, praticidade, economia, eficiência e rapidez na cozinha  é o que pode proporcionar o forno micro-ondas,  que se tornou um equipamento indispensável em qualquer casa, salas de refeição de escritório, lojas de conveniência,casas comerciais, restaurantes ... Com seus inúmeros recursos e de fácil utilização, além de facilitar o preparo de refeições simples até as mais requintadas, também minimiza ao máximo o tempo utilizado num fogão convencional, aumentando, assim, o tempo livre para outras atividades.

Cada micro-ondas é único e por mais que seja o mesmo modelo e fabricante pode ter uma variação de potência e de tempo de preparo, por isso sempre coloque menos tempo que o indicado e só depois adicione o tempo que resta.Blog Saltitando com as palavrasO fato é que alguns restaurantes urbanos utilizam  o microondas para cozinhar todas as suas refeições, não só poupando energia como também permitindo que eles funcionem em locais com limitações de espaço, oferecendo assim, uma nova visão para aqueles que não estão familiarizados com a verdadeira versatilidade do aparelho e, como tal, recusam-se a usá-lo, alegando que este resseca os alimentos ou deixa-os borrachudos  ou, ainda, é prejudicial  à saúde.

Na verdade, a cada dia somos surpreendidos com novos modelos: design  compacto, funções especiais como auto descongelamento, auto reaquecimento, uma variedade de menus bem divididos e pensados especialmente para cada tipo de alimento e preferência de preparo, sem contar que alguns modelos já trazem  a função limpa fácil que facilita a retirada da sujeira acumulada no aparelho com um simples copo com água e limão, trazendo mais praticidade para o dia a dia, bastando para isso, aprender a usar adequadamente sua potência e o tempo correto para cada alimento.
  
Mas, afinal, como funciona o forno micro-ondas? O forno de micro-ondas é um aparelho eletrodoméstico cujo funcionamento é baseado na emissão de ondas eletromagnéticas que penetram nos alimentos, de 2 a 4 cm da superfície, agitando as moléculas de água, fazendo-as atritar umas com as outras.

A energia que faz com que os alimentos sejam aquecidos é proveniente do atrito entre as partículas de água, que quando transferidas de molécula por molécula aquecem os alimentos num processo denominado de condução.

Mas será que o uso do forno microondas faz mal à saúde?

Será que as ondas eletromagnéticas podem desmagnetizar os tecidos cerebrais do ser humano reduzindo a sua capacidade de pensar?

Será que os alimentos preparados por esse aparelho não seriam metabolizados pelo organismo e que os nutrientes não metabolizados transformariam em radicais livres, os quais aumentariam o risco de câncer?

Como, então, confiar num aparelho de 1001 utilidades, sem receios, quando o usuário ainda tem algumas “questões” sobre segurança, que aparecem no dia a dia?

Na verdade, sabemos muito pouco sobre nutrição e os efeitos cumulativos da ciência dos alimentos, entretanto, o consenso predominante entre os cientistas, especialistas em saúde pública, agências governamentais e o público em geral,  é que os micro-ondas são seguros quando os usuários seguem “rigorosamente” as instruções recomendadas pelos fabricantes.

Dessa forma, para elucidar toda e qualquer dúvida sobre o uso dessa “caixinha” eletrodoméstica, ainda depende de mais pesquisas, mas, enquanto isso, selecionamos “algumas informações e dicas úteis” para que o leitor possa clarear algumas de suas dúvidas e utilizar ao máximo o seu micro-ondas de uma maneira mais prática, eficaz e segura, economizando, assim, tempo e ganhando mais qualidade de vida. Confira! 

• Micro-ondas alteram os alimentos em indesejáveis e inseguras formas?
Informações que circulam pela internet dizem que os alimentos preparados em micro-ondas têm parte de suas vitaminas roubadas, entretanto, segundo alguns especialistas da área de nutrição, qualquer alimento que receba alto grau de calor perde alguns nutrientes,  não só pelo excesso de calor como também pelo tempo de aquecimento a que os alimentos são submetidos, independente do tipo de utensílio utilizado no preparo da comida.

O fato é que as micro-ondas não alteram os alimentos de maneira mais prejudicial do que os outros tipos de culinária, já que o tempo mais rápido de cozimento pode realmente preservar mais nutrientes em relação a outros métodos. Assim, como o micro-ondas tende a cozinhar em menos tempo, consequentemente, a perda de nutrientes será bem menor do que em outros equipamentos.

Já que não se pode estudar muito bem as pessoas em experiências laboratoriais controladas, é muito difícil de resolver os vários riscos que se pode obter a partir de campos emitidos de linhas de energia, voos de avião, computadores, rádio-relógio, e, claro, fornos de micro-ondas.

Quanto aos níveis de vazamento inseguros de radiação electromagnética...  
Durante décadas os cientistas e os consumidores têm debatido sobre os possíveis efeitos da radiação eletromagnética não ionizante no tecido vivo. 

O que se sabe é que o Food and Drug Aministration (FDA) limita a quantidade de micro-ondas que pode vazar de um forno ao longo de sua vida para 5 miliwatts (MW) de radiação de micro-ondas por centímetro quadrado, a cerca de 2 cm da superfície do forno.


De acordo com a agência, “Esse limite é muito abaixo do nível conhecido para prejudicar as pessoas”. Também é verdade que a energia de micro-ondas diminuiu drasticamente à medida que você se move para longe da fonte de radiação. Uma medição fetuada 20 polegadas de um forno seria de aproximadamente um centésimo do valor medido em 2 polegadas.

O que o FDA recomenda é afastar-se do forno do micro-ondas quando em uso, principalmente, para aqueles que estão preocupados com a radiação, ou por que não comprar um kit de teste para tranquilizar-se de que não há nenhum tipo de radiação vazando do seu microondas.

• Existem ondas de radiação nos alimentos?
Os alimentos não são capazes de absorver as micro-ondas emitidas pelo forno. Sua única função é a de aquecer seja lá o que estiver no interior do forno ao agitar as moléculas de água presentes em sua composição.

O calor é a única coisa que se mantém no processo após o desligamento do aparelho. Assim, ao cortar a emissão de ondas, elas imediatamente desaparecem, sem deixar qualquer vestígio no objeto aquecido.

• Há dissidência sobre como micro-ondas esquentam a comida?
A radiação de micro-ondas é uma forma de radiação não-ionizante (o que significa que não pode quebrar diretamente os átomos ou moléculas) que se encontram entre rádio comum e frequência infravermelhas. Portanto, não foi criado para danificar o DNA dos seres vivos, a forma como os raios X e gama fazem.

Ainda assim, micro-ondas, obviamente, pode causar efeitos de aquecimento, e pode ferir ou matar em altas energias. É por isso que fornos de micro-ondas no mercado devem operar em ou abaixo de limites rígidos estabelecidos pelo governo federal.

• Micro-ondas são formas eficientes de energia para cozinhar?
Normalmente, um forno de micro-ondas utiliza menos energia para aquecer o alimento do que os fornos convencionais, porque ele funciona de forma mais rápida e a energia é focada diretamente sobre os alimentos, contra os recipientes de aquecimento ou ar circundante.

Na verdade calcula-se que o cozimento ou o reaquecimento de pequeas porções de alimentos no forno de micro-ondas economiza em torno de 80% da energia necessária para um forno.

• Cozinhar em micro-ondas pode ser perigoso, porque não esquenta  uniformemente?
Como sabemos, micro-ondas nem sempre aquecem alimentos de manera uniforme, deixando, às vezes, partes frias ao lado de partes quentes,o qual seria perigoso, caso você esteje trabalhando com carne crua, uma vez que poderia deixar as bactérias nocivas.

É recomendado que os consumidores sigam cuidadosamente as instruções de aquecimento, incluindo o tempo necessário para esfriar, antes de tocá-lo.

• Micro-ondas cozinham o alimento de dentro para fora ou de fora para dentro? 
Teoricamente, ao esquentarmos um alimento, este deveria ficar quente por completo, entretanto, como o calor do forno de micro-ondas é conduzido das bordas para o centro, pode acontecer que as bordas fiquem cozidas demais enquanto o centro continua cru.

Isso ocorre porque o aquecimento começa nas camadas mais externas da comida, agitando as primeiras moléculas, que movimentam as que vêm imediatamente depois e, consequentemente, transferindo o calor recebido para as demais partes do alimento.

É por isso que um forno de micro-ondas só pode cozinhar um grande pedaço de carne a uma profundidade de cerca de um centímetro para dentro.

• Ferver um copo de água em um forno de microondas pode causar uma explosão?
O que pode acontecer é que, quando a água pura é aquecida em um forno de micro-ondas em um recipiente de cerâmica ou vidro limpo por muito tempo, pode evitar a formação de bolhas, que normalmente provoca o esfriamento.

A água pode se tornar superaquecida, para além do seu ponto de ebulição que ao menor movimento, libera o calor e explode em uma erupção de água fervente para fora do copo. Para evitar esse risco é aconselhável utilizar o mínimo de tempo possível.

• Não se pode aquecer óleos em um forno de micro-ondas?
Óleos tais como óleo de azeitona não aquecem bem nas micro-ondas, porque as suas moléculas não possuem a polaridade encontrada na água. É também verdade que a manteiga congelada é difícil de descongelar em um micro-ondas, porque a maior parte da substância é o óleo, e a porção de água presente está na forma de gelo, o que mantém as moléculas trancadas na forma de cristais, fazendo com que a oscilação fique mais difícil.


• Aquecimento em materiais plásticos pode ser perigoso?
O mais seguro é evitar qualquer material plástico no micro-ondas. Quando o jornal Milwaukee Journal Sentinel (Wisconsin) testou plásticos rotulados para micro-ondas e enunciados para crianças, foram encontrados doses “tóxicas de Bisfenol A” quando aquecido no micro-ondas.

Na verdade, até que seja regulado pelo governo, é melhor ficar com o vidro ou cerâmica.

Uma dica para verificar se o recipiente pode ir ao micro-ondas é colocar um recicpiente vazio no micro-ondas e um copo com água ao lado. Ligue o micro-ondas na potência máxima por um minuto e se o recipiente estiver frio e o copo com água estiver quente, então pode ser usado no micro-ondas.

• Metais esquentam perigosamente nos micro-ondas?
Teoricamente, metais não aquecem num forno de micro-ondas. No entanto, as peças finas de metal, podem funcionar como antena e as ondas podem formar faíscas dramaticamente.


Dicas de uso do micro-ondas

Como esquentar a comida?
Para esquentar a comida mais rápida no micro-ondas, basta fazer um "furo no meio" ou “deixar sem comida o centro do prato”.  Como o centro do prato esquenta mais devagar do que as bordas, é melhor colocar os alimentos que requerem maior tempo de cozimento nas bordas, e os de cozimento rápido em volta do centro. 

Como descascar cebolas sem lágrimas?

Para acabar com suas lágrimas ao descascar ou picar cebolas, coloque-as dentro de uma tigela no micro-ondas por 30 minutos e você poderá descascar e cortá-las sem constrangimento, a menos que você precise das lágrimas!!!  

• Como deixar o feijão de molho por apenas 15 minutos?
Quantas vezes você queria cozinhar feijão mas esqueceu de deixar de molho durante a noite?

A dica é colocar 3 xícaras de água para cada xícara de feijão seco em um pote grande para micro-ondas com tampa e deixar ferver em alta potência, por 15 minutos. 

Remova do micro-ondas e deixe descansar por 1 hora. Em seguida escorra a água e enxague-o em água fresca e fria. Pronto, agora é só prepará-lo do jeitinho que voce gosta.

• Como acelerar fermentação de massas?
A massa pode levar até uma hora ou mais para levedar. Seu micro-ondas pode minimizar esse tempo para 15 minutos. Coloque um copo de 8 onças de água no fundo do micro-ondas e, no centro, a massa dentro de um pote coberto e esquente por 3 minutos, em potência baixa.

Deixe a massa descansar no micro-ondas por 3 minutos. Aqueça a massa por mais 3 minutos e deixe descansar por 6 minutos. Agora a massa dobrou e está pronta.

Como recuperar o açúcar empedrado?
Para acabar com aquelas pedrinhas que se formam no açúcar, basta colocar o açúcar numa tigela  e cobrir com uma toalha de papel úmida e aquecer  no microndas por 20 segundos. Se for necessário, adicione mais 20 segundos.  

• Como amaciar açúcar mascavo
Com o açúcar ainda na embalagem plástica, adicione pingos de água e aqueça em potência média por cerca de dez a 20 minutos.

Como dissolver o mel granuloso?
Para que o mel cristalizado volte à textura líquida e suave, basta remover a tampa do frasco e colocar o pote no microondas por 30 a 40 segundos que serão suficientes para derreter todos os cristais. 

Como secar ervas para tempero?
Salsinha, louro, manjericão ou qualquer outro tempero fresco pode ser seco no micro-ondas em apenas alguns minutos.

Lave a erva e seque bem com uma toalha de pano limpa. Retire as folhas e coloque-as sobre um prato de vidro forrado com papel toalha.

Leve ao micro-ondas em potência alta por 1 minuto.  Verifique como ficou e se necessário repita o procedimento até que fique bem sequinho. Retire a erva e esfarele com as mãos. Guarde em vidros tampados, em local seco e fresco.

Como Requentar pão?
Para requentar o pãezinho de ontem ou de anteontem, coloque-o em uma toalha úmida e ponha no microondas por 10 segundos (podendo repetir se for necessário). Este mesmo processo pode ser usado em batatas fritas.

Outra dica é borrifar um pouco de água e colocar no micro-ondas por 1 minuto, mas na função descongelamento.

Como descascar vegetais de raiz?
Por terem uma casca muito duram dá muito trabalho peeling os vegetais de raíz. Uma dica é colocar o vegetal no micro-ondas por 2 a 3 minutos que deixará a  pele exterior mais maleável para descascar e cortar.

• Como improvisar uma bolsa térmica?
Encha uma meia de algodão com grãos de feijão ou arroz (se quiser, adicione 5 gotas de óleo de lavanda), dê um nó na ponta para fechá-la e coloque-a no meio do micro-ondas por 1 a 3 minutos, em alta potência. Assim que estiver morna, estará pronta para aliviar suas dores musculares!

• Como aquecer um pedaço de pizza?
Coloque junto ao pedaço de pizza um copo com 2 ou 3 dedos de água. O microondas vai explorar a umidade do copo de água, preservando as características da pizza e mantendo-a crocante.

• Como esquentar arroz?

Para aquecer arroz, a dica é borrifar um pouco de água antes de colocá-lo  no micro-ondas.

• Como assar alho?
No forno você gastaria aproximadamente 45 minutos, mas no microondas é possível obter o mesmo resultado em oito minutos.

Corte a parte de cima da cabeça para expor os dentes e coloque-os em um recipiente com sal, pimenta e regue com azeite. Adicione duas colheres de sopa de água no fundo do recipiente, cubra com plástico e leve para cozinhar em potência média por 7 ½ minutos.

• Como extrair mais suco de frutas cítricas
Limas e limões retirados da geladeira podem dar trabalho para soltar o suco. Bastam 20 segundos no microondas para resolver o problema.

• Como torrar castanhas e coco
Você utilizará apenas 1/4 do tempo que usaria no fogão. Programe seu micro-ondas para 2 ou 3 minutos em potência máxima e está pronto!

• Como cozinhar vegetais
Para cozinhar vegetais não é necessário usar água fervendo, basta colocar os legumes em um prato, de preferência uns sobre os outros, cobrir com plástico e cozinhar em alta potência.

O tempo varia, por isso é importante ir conferindo a consistência. Cogumelos e espinafre levam 30 segundos, enquanto cenouras, por exemplo, demoram quatro minutos para ficarem prontas.

• Como limpar esponjas de louça?
Para desinfetar e desodorizar uma esponja, jogue um pouco de água com vinagre ou suco de limão em cima dela e leve ao micro-ondas por um minuto. Na hora de retirar a esponja, use luvas para evitar queimaduras.

• Como desinfetar tábua plástica de carne?
Depois que a tábua estiver bem limpa, esfregue um pedaço de limão sobre ela e leve ao micro por um minuto.


O que não preparar no seu micro-ondas

A maioria dos aparelhos já vêm com todas as funções possíveis, entretanto    é necessário ficar atento, pois nem tudo pode ser preparado nesse tipo de forno. Entre outros, relacionamos:

• Nunca esquente uvas no forno, pois elas pegam fogo.

• Use um prato específico para preparar ovos ou eles explodirão e o resultado será desagradável.

• Não use pimentas secas ou qualquer outro material seco, pois podem pegar fogo facilmente.

• Tenha cuidado quando ferver água no micro-ondas, por ser  quente demais pode explodir. Para evitar que isso aconteça, coloque um palito dentro do recipiente.
 
• É recomendável furar os itens que podem explodir devido à pressão interna, como é o caso das salsichas e batatas.

Dicas para um cozimento perfeito

A maioria dos usuários de micro-ondas desconhece as funções específicas de cada uma das potências que o aparelho oferece e acaba sempre usando a opção máxima. A potência do micro-ondas equivale à chama baixa, média ou alta do forno convencional.

• Potência Máxima (8 a 10)
Usada para aquecer bebidas, derreter chocolate, cozinhar carnes macias, peixes, bacon, arroz, frutas e verduras.

• Potência Média (5 a 7)
Para assar carnes firmes, pudins, cremes, bolos e descongelar diferentes tipos de pratos.

• Potência Mínima  (1 a 4)
Apenas utilizada no dia a dia para esquentar ou manter aquecidos os alimentos frescos ou já preparados.

• Para cozinhar uma carne macia, como o filé mignon, pode tomar poucos minutos na potência máxima. Já para preparar uma carne de consistência firme, como o lagarto, a potência indicada é a média e o tempo de preparo deve ser superior. O cozimento lento deixa a carne mais macia.

• Ao contrário dos fornos convencionais, no micro-ondas os alimentos cozinham de dentro para fora. Tomates, batatas, pimentões, salsichas e outros alimentos devem ser perfurados com um garfo. Esse cuidado permite a liberação do vapor e evitar que a casca estoure.

• O tempo de cozimento no microondas é de geralmente ¼ do tempo correspondente no fogão convencional.

 Se for preparar uma receita em dobro, não duplique o tempo, aumente apenas 50%. Mantenha essa proporção caso precise aumentar ainda mais a receita.


• O sabor dos alimentos fica mais acentuado, por isso, reduza os temperos, principalmente o sal.

  A quantidade de líquidos (água, vinho, caldos) deve ser diminuída pois no microondas os líquidos evaporam menos.

• Se o seu microondas não doura, para dar cor a peixes e carnes por exemplo, pincele ketchup, cerveja preta, mostarda, colorau, páprica, maionese ou caldo de carne. Para bolos use mel, geléias ou açúcar mascavo.


• Sempre que possível, corte o alimento em partes pequenas e dê uma pausa durante o preparo para mexê-lo. Esses passos garantem um cozimento uniforme.

• Ovos com casca não devem ser cozidos no micro-ondas. Por causa da pressão interna, ele poderá estourar. Mas omeletes, ovos mexidos ou ovos poché podem ser preparados no aparelho, sem problemas. Porém, lembre-se de furar as gemas com um palito para permitir a saída do vapor.


• Alimentos com “peles” como linguiça, batata, pimentão e etc, podem ser preparados no microondas mas sempre furando a pele com um palito, garantindo que o vapor interno possa sair e não correr o risco do alimento "explodir".

• Evite que pães e bolos fiquem encharcados durante o cozimento, substituindo a tampa ou filme plástico por papel-manteiga ou papel toalha, que conservam o calor sem reter a umidade.

• Antes de cozinhar batatas, fure toda a batata com um garfo e leve ao micro-ondas por dois minutos. Depois vire e programe mais dois minutos.


• Para fazer um purê, aqueça o leite no próprio microondas antes de misturá-lo com as batatas.

• Evite preparar frituras no micro-ondas, já que a temperatura do óleo não pode ser controlada. No entanto, pequena quantidade de óleo pode ser usada para refogar os temperos.


Dicas que fazem toda a diferença

Cada micro-ondas é único e por mais que seja o mesmo modelo e fabricante pode ter uma variação de potência e de tempo de preparo, por isso sempre coloque menos tempo que o indicado e só depois adicione o tempo que resta.


O calor interno produzido pelas micro-ondas faz com que a comida continue cozinhando mesmo depois de desligado o aparelho. Esse tempo de descanso pode ser o necessário para que o prato atinja o ponto ideal de cozimento.

Escolha bem o recipiente que será usado dentro do micro-ondas.  Nunca use recipientes de metal ou com decoração metálica pois podem causar explosões. Além disso as ondas refletem e não penetram no alimento, o que acaba não esquentando o alimento.

O material correto é o vidro, que aguenta bem o calor, não interfere na propagação das ondas e nem solta resíduos durante o preparo.

Pesquise no mercado recipientes de papel, cerâmica, porcelana ou plástico feitos para serem usados no micro-ondas. Não se esqueça de conferir rigorosamente as instruções na embalagem.

Prefira os potes redondos que deixam o preparo mais uniforme, pois o alimento recebe energia de todos os lados. Os quadrados podem prejudicar o cozimento, pois as ondas se concentram nessas quinas.

• Procure colocar os alimentos em forma de circulo,  deixando sempre um espaço entre eles para as ondas circularem melhor. Os alimentos que demoram a cozinhar devem sempre ficar nas bordas, pois são os lugares de maior aquecimento, já os de menor tempo no centro.

• Para não desidratar o alimento que for preparar, cubra com tampa ou com papel tolha para preservar a umidade e deixar mais suculento.

• Uma regra básica para assegurar que as sobras não sejam aquecidas em demasia é a regra "metade-metade": metade da potência e metade do tempo. Não se esqueça de virar, mexer ou reposicionar os alimentos, para que cozinhem de modo mais uniforme.

• Para melhores resultados, experimente usar uma folha de  papel toalha entre o alimento e o recipiente — a umidade é sugada e a comida fica crocante.

• Os alimentos armazenam calor no seu interior e o cozimento continua mesmo após retirados do forno micro-ondas. Recomenda-se escolher sempre o menor tempo de cozimento para então verificar se está no ponto, já que o tempo de descanso indicado, também faz parte do processo de cozimento. Lembre-se, é preferível cozinhar menos do que demais.

• O descongelamento de alimentos no micro-ondas é um processo rápido e eficiente. Os alimentos podem sair congelados do freezer e serem colocados diretamente no forno, entretanto, recomenda-se descongelar os pratos úmidos em potência alta e os pratos com textura crocante em potência média ou alta.


• Deve-se mexer os alimentos sempre que possível, removendo as porções já descongeladas e separando os pedaços para acelerar o descongelamento.

• A maioria dos pratos prontos e peças grandes de carnes necessitam de pausas de descanso para evitar que a parte externa inicie o cozimento sem antes o interior estar descongelado.

• O alimento deve estar 70% descongelado ao sair do forno micro-ondas, devendo ainda apresentar cristais de gelo no centro. O descongelamento se completará no tempo de descanso — em torno de 10 minutos. 

• Para não respingar as paredes internas do micro-ondas, cubra os alimentos, com uma folha de papel toalha, sempre que for esquentá-los.
Evite usar tampas plásticas, porque  mesmo sendo lavadas diariamente, podem acumular bactérias e resíduos de alimentos.


Travessas ideais para serem usadas no micro-ondas

A maioria dos fabricantes recomenda que em seu micro-ondas sejam utilizadas travessas de vidro ou cerâmica. Aquelas de plástico ou silicone, só quando tiverem a indicação que são próprios para isso.

• Cerâmicas podem ser usadas em cozimentos longos ou aquecimentos, desde que não possuam filetes ou desenhos metálicos.


• Potes de vidro refratário podem ser usados para cozimento e aquecimento, mas sem filetes ou desenhos metálicos. Existem panelas e utensílios de vidro próprios para cozimento em altas temperaturas, que também são indicados.

• Porcelana ou louça comum podem ser usadas para rápidos cozimentos ou para aquecimentos desde que não tenham acabamentos ou frisos metálicos.

• Plásticos (apenas plásticos rígidos), filme e sacos plásticos próprios para micro-ondas, que não liberam toxinas quando aquecidos.

• Papel manteiga, papel toalha, guardanapos de papel, pratos de papelão, são práticos para cobrir ou reaquecer alimentos.

• Papel alumínio pode ser utilizado em pequenas quantidades para proteger porções delicadas do alimento, desde que não encoste nas paredes do micro.

• Barro — recipientes de barro podem ser usados desde que não contenham resíduos ferrosos.

• Madeira, palha e vime podem ser usados para aquecimento rápido.

Não utilize utensílios metálicos (inox, ágata, esmaltado, alumínio), arame plastificado, cerâmica não vitrificada, plásticos resistentes, cristais, louças e vidros decorados.


Dicas para manter limpo seu micro-ondas

Coloque numa tigela que possa ir ao microondas 400ml de água e 100ml de vinagre e ligue na potência máxima por 2 a 3 minutos, isto ajudará a eliminar os odores e a amolecer os resíduos internos.

Em seguida, pingue apenas 2 gotas de detergente neutro nessa mistura  e com uma esponja passe em todo o micro-ondas até desprender a sujeira. O prato giratório pode ser lavado na pia.

• Uma outra opção é usar ½ copo de água + ½ copo de suco de um limão e colocar numa vasilha no micro-ondas por três minutos. Depois seque a parte interna com uma flanela. Ideal fazer isso 1 vez por semana.

• Outra boa forma de limpá-lo é colocar uma esponja molhada – sem detergente – no micro-ondas, porém, nunca coloque uma esponja seca, a não ser que você goste de brincar com fogo.

• Após usar seu micro-ondas, passe sempre um pano úmido para evitar que resíduos de alimentos se fixem nas paredes.

• Já a parte externa é recomendado limpar uma vez por  semana, usando sempre um pano macio com desengordurante ou detergente.


Um pouco da história sobre o forno micro-ondas

A ideia de usar micro-ondas para cozinhar alimentos foi descoberta pelo engenheiro estadunidense Percy Spencer, que foi considerado um dos maiores peritos do mundo no campo da energia de microondas.

Spencer trabalhava na companhia Raytheon — um conglomerado norte-americano que atuava na área de equipamentos militares e aerospaciais —  fabricando magnetrons para aparelhos de radar, até que um dia em que estava trabalhando num aparelho de radar ativo, observou que a barra de chocolate que estava no seu bolso começou a derreter.

Percy sabia que as micro-ondas geravam calor e intrigado com o fato do chocolate ter derretido  com o calor gerado pelas ondas magnéticas, e ele não sentir tal calor, decidiu testar outros alimentos.

Seu primeiro teste foi colocar um pacote de grão de milho na frente do tubo de magnetron que fez com que em poucos instantes, as pipocas estourassem. Já para a segunda experiência utilizou um ovo cru dentro de um pote com um buraco e deixou o mesmo voltado para o tubo de magnetron o que fez com o ovo explodisse. Percy Spencer concluiu que o ovo cozinhara de dentro para fora e estourara em razão da pressão.

Diante do acontecimento, Spencer pensou que se esse aquecimento poderia acontecer com os outros alimentos e, em 1945, Spencer inventou uma outra máquina com tecnologia parecida, que deu origem ao micro-ondas que temos hoje.

Assim, em 1946,  a empresa Rayteon patenteou o processo de cozinhar por micro-ondas e, em  1947, construíram o primeiro forno de micro-ondas comercial, o Radarange. Tinha 1,70 m de altura e pesava 340 kg. Era arrefecido a água e produzia 3000 watts, aproximadamente três vezes a quantidade de radiação produzida por fornos de micro-ondas atuais.

Os primeiros fornos de micro-ondas eram, porém, caros e pouco práticos e,  foi a partir de 1970,  que apareceram modelos menores e mais fáceis de operar e, a cada dia que passa, surgem novos designers mais práticos e com mais recursos, que facilitam, sem dúvida  alguma, as tarefas domésticas numa cozinha.

• O que é e como funciona o micro-ondas?
Forno micro-ondas é um aparelho muito conhecido por facilitar e agilizar o preparo de alimentos. No interior do aparelho existe uma onda eletromagnética de frequência igual a 2.450 MHz que é gerada por um magnetron e irradiada por um ventilador de metal, que fica localizado na parte superior do aparelho, para o interior do mesmo. Através do processo de ressonância as moléculas de água existentes nos alimentos absorvem essas ondas, as quais fazem aumentar a agitação das mesmas, provocando assim o aquecimento dos alimentos de fora para dentro — Veja a foto.


Normalmente, um forno de micro-ondas utiliza menos energia para aquecer o alimento do que os fornos convencionais, porque ele funciona de forma mais rápida e a energia é focada diretamente sobre os alimentos, contra os recipientes de aquecimento ou ar circundante.Blog Saltitando com as palavras


O forno de micro-ondas não atua de forma uniforme sobre todo o alimento, sendo por esse motivo que em alguns casos aparecem pontos mais escuros no alimento que está sendo aquecido. O prato giratório que esses fornos possuem serve para garantir uma distribuição mais uniforme da radiação eletromagnética sobre todo alimento.

As ondas eletromagnéticas possuem certa dificuldade para penetrar em meios materiais, por esse motivo ela aquece de fora para dentro, agitando as moléculas de água e de gordura das camadas mais externas com mais intensidade que as camadas mais internas do alimento.


• Mas, o que são micro-ondas?
Micro-ondas são ondas eletromagnéticas de alta frequência, não ionizantes. Não são fonte de calor, mas de energia. São semelhantes às ondas de rádio e da própria luz.

No forno micro-ondas a energia elétrica é convertida em micro-ondas através de uma válvula chamada magnetron. As micro-ondas podem reagir de três maneiras quando em contato com diferentes substâncias: são refletidas, transmitidas e absorvidas. São refletidas pelos metais, assim como a luz é refletida no espelho. Por isso, os utensílios de alumínio não devem ser utilizados.

São transmitidas ou refratadas quando conseguem atravessar os materiais da mesma forma que a luz atravessa um vidro. São absorvidas pelos alimentos assim como um corpo escuro absorve a luz. Esta absorção causa o aquecimento.

As micro-ondas penetram cerca de 2,5 a 4,0 cm dentro do alimento; mais para o centro o calor é levado por condução. A energia da onda passa para as moléculas de alimento, fazendo-as vibrar; o atrito entre as moléculas gera calor e é este calor que faz os alimentos cozinharem. Este efeito de aquecimento pelo atrito é o mesmo que ocorre quando esfregamos uma mão contra a outra num dia frio para nos aquecermos.


Micro-ondas, o forno para todos os dias!
Blog Saltitando com as Palavras

Tags:
Micro-ondas, fogão, convencional, cozinha, ondaseletromagnéticas, radiação, alimentos.
.