Outubro — Mês da Luta Contra o Cancro da Mama

Outubro é o mês da luta contra o cancro da mama — uma campanha internacional, anual, organizada pelas maiores associações de luta contra o cancro da mama que visa aumentar a informação e consciência da doença e, angariar fundos para pesquisa, prevenção e cura. Esta campanha oferece também informação e apoio para aqueles afetados pelo cancro da mama.

O número de empresas que se tem juntado a este evento tem aumentado ao longo dos anos. As Companhias Estée Lauder, Avon, Komen e outras organizações comerciais e não comerciais têm participado em vários eventos e atividades durante o mês de Outubro.

As Companhias Estée Lauder também foram as primeiras a distribuir laços rosa e folhetos informativos sobre a doença, e desde sempre encorajaram os governos a dedicarem um dia, uma semana ou o mês de Outubro à Prevenção do Cancro da Mama.

Por este motivo, muitas atividades e eventos são programados durante esse mês com o objetivo de angariar fundos para serem doados à Fundação de Pesquisa para o Cancro da Mama.

O que é câncer de mama?
Câncer de mama é o desenvolvimento anormal das células do seio. Estas células crescem e substituem o tecido saudável. É uma doença tratável. A descoberta precoce é a chave para sobreviver ao câncerde mama.

O câncer normalmente começa com um pequeno nódulo que, com o tempo pode crescer e se espalhar para áreas próximas, como os músculos e pele, assim como nódulo de pus sob o braço. Principalmente o tumor pode se espalhar para órgãos vitais como fígado, cérebro, pulmão e espinha.

Mais ou menos uma entre oito mulheres desenvolvem câncer de mama. Mesmo com o recente progresso de descoberta precoce e tratamentos aperfeiçoados, o câncer de mama é terceira maior causa de morte para mulheres nos E.U.A.

Como ocorre?
A causa do câncer de mama não é conhecida. Qualquer mulher pode desenvolver câncer de mama e apesar de muito menos comum, homens também podem.

Algumas mulheres são mais propícias a desenvolver câncer do que outras se apresentarem os seguintes fatores :
  • Ter mãe ou irmã com câncer de mama.
  • Nunca ter tido filhos.
  • Ter tido o primeiro filho após os 30 anos.
  • Histórico de exposição a radiação.
  • Fumar.
  • Terapia hormonal (estrogênio).
  • Uso excessivo de álcool.
  • Ferimento no seio.
  • Obsedidade.
Não há evidências definidas ainda que o uso de pílulas por um longo período de tempo pode causar câncer de mama, mas esta possibilidade continua a ser estudada. Também parece que tomar estrogênio depois da menopausa causa um pequeno aumento de risco de câncer de mama. Pesquisadores também estão estudando alguns vírus como possíveis causas.
 
Quais são os sintomas?
Na maior parte das vezes o primeiro sinal do câncer de mama é um pequeno nódulo no seio. O nódulo é geralmente indolor que pode crescer lenta ou rapidamente. Outros sintomas do câncer de mama incluem:
  • Mudança de cor, reentrâncias, enrugamentos, ou elevação da pele em uma área do seio
  • Uma mudança do tamanho ou formato do seio
  • Secreção no bico do seio
  • Um ou mais nódulos nas axilas
Para descobrir o câncer de mama o mais rápido possível, você deverá, a partir do momento que tiver idade suficiente para ter exames ginecológicos anuais:
  • Fazer um auto exame mensal
  • Fazer exame médico pelo menos uma vez ao ano
  • Fazer uma mamografia entre 35 a 39 anos de idade.
A partir daí, após os 40 a cada 1 ou 2 anos, de acordo com o programa recomendado pelo seu médico. A partir dos 50 anos, você deve fazer uma mamografia a cada ano.
 
Se você apresentar características de alto risco de câncer de mama, você deve começar a fazer mamografias regulares aos 35 anos ou menos.
 
A maior parte dos nódulos não são câncer. Na maioria das vezes eles são cistos com fluidos no tecido do seio que aumentam e diminuem com o ciclo menstrual. Mas todo nódulo deve ser avaliado. A avaliação normalmente envolve:
  • Um exame médico
  • Uma mamografia
  • Uma biópsia de agulha ou cirúrgica (estes testes devem ser feitos mesmo que o nódulo não seja visto na mamografia).
Como é tratado?
Se um nódulo do seio é cancerígeno, a decisão para tratamento será feito por você, seu cirurgião, e seu oncologista (especialista de câncer). Estas decisões serão baseadas no tipo e no tamanho do câncer e se ele estendeu-se para o nódulo ou para outras partes do corpo.

Os possíveis tratamentos cirúrgicos são lobectomia (remoção somente do tecido cancerígeno) ou mastectomia (remoção completa do seio). Outros tratamentos possíveis são a radiação e a quimioterapia, estes tratamentos podem ser usados isolados ou em combinação.

Como posso me cuidar?
  • Se foi diagnosticado câncer de mama:
    Discuta com seu médico a respeito do câncer e opções de tratamento. Não hesite em ter uma segunda opinião.
  • Pergunte para seu médico o que deve ser feito caso o tratamento cause desconforto.
  • Faça exames regulares após o tratamento terminar.
  • Continue com auto-exame mensal, mesmo que ambos os seios tenham sido removidos cirurgicamente, para que se possa perceber cedo a reincidência do câncer, caso haja.
  • Muitos serviços de suporte estão disponíveis para as mulheres com câncer de mama.
  •  A sobrevivência ao câncer de mama continua sendo aperfeiçoado. A maior parte dos tumores são encontrados pelas próprias mulheres.
Quanto mais as mulheres fizerem o auto-exame regular, mais o câncer será constatado prematuramente.

Como a mamografia e outras tecnologias aperfeiçoam-se, o câncer tem sido detectado antes mesmo de sua existência ser sentida ou suspeita. Detecção prematura aumentam grandemente as chances de sobrevivência e facilitam o êxito do tratamento. Para detectar o câncer prematuramente:
  • Faça um auto-exame mensalmente.
  • Faça mamografias anuais a partir dos 50 anos.
  • Não ignore um nódulo ou mudança na aparência ou sensação do seio. Lembre-se que o tumor cancerígeno é normalmente indolor.
Links relacionados a este tema:

Outubro — Mês da Luta Contra o Cancro da MamaFonte: http://boasaude.uol.com.br/
http://saltitandocomaspalavras.blogspot.com

.