Saltitando com as Palavras, como o próprio significado da palavra SALTITAR — divagar de um para outro assunto — foi idealizado para expressar e partilhar as pequenas coisas boas, e menos boas da vida, tais como: emoções, dificuldades, desafios, conquistas, alegrias, enfim, pulular este espaço com todo o tipo de informação para o bem-estar e lazer.

Presente, o Único Momento que Existe

Descobrir a paz de espírito, concentrando-se no aqui e agora, é mais fácil do que você imagina, basta para isso, livrar-se  de todas as preocupações e ansiedades, não pensar no futuro, nem no passado e só viver o momento presente.

Por milênios, sábios como Buda e Yogi Berra (considerado o Buda do Baseball) têm nos aconselhado a dominar nossas mentes errantes e a concentrar nossa atenção no presente momento, já que é o único momento que existe para estarmos vivos.

A razão é óbvia: O passado é história, o futuro nada mais é que um sonho. Tudo o que realmente sempre tivemos, é o agora.
 
Grande conselho! Mas não é tão fácil seguí-lo, especialmente, em nosso mundo Hi-Tech, dispositivo montado, onde as ferramentas de distração estão se multiplicando como formigas em um um açucareiro.
 
Abaixo, destacamos algumas estratégias para ajudá-lo a desfrutar do aroma das flores, como a peônia, por exemplo, conviver melhor com seus entes queridos e saborear cada momento presente.
 
Faça disso uma prioridade em sua vida
A ideia de estar atento — estar presente, sendo mais consciente da vida como ela realmente acontece — parece um pouco impossível para qualquer ser humano.
  
O fato é que ao iniciar esse processo,  certamente, alguém que já está na aprendizagem,  dir-lhe-á que  a mente é uma besta diabólica, indisciplinada e propensa a se preocupar somente  com o que aconteceu ontem e com o que pode acontecer amanhã, porém, quando você  decide  se concentrar somente no presente, você estará dando o primeiro passo para realmente  vivenciar esse momento.
 
E, acredite ou não, no instante em que você percebe que sua mente pode viajar infinitamente, este será um motivo de comemoração, o que  significa que você está começando a prestar atenção ao “agora”.
 
Evite a palavra "M"— Múlti tarefa
Nada mata o momento  — e provavelmente você —  mais rápido do que mandar mensagens de texto e programar  seu GPS enquanto dirige por uma Estrada.
 
Menos potencialmente letal, mas igualmente traiçoeiro,  é pesquisar algo online enquanto fala no seu Smartphone e programa uma gravação no seu DVR — quando era suposto você estar dando atenção para seu companheiro.  Uma coisa de cada vez! 
 
Descubra a pausa sagrada.
Isto pode assumir muitas formas: meditação, yoga, oração, um passeio no bosque,ou até mesmo sentar na varanda da frente e observar as nuvens passando.
 
O professor budista  Thich Nhat Hanh sugere que você tome um momento, pare e respire profundamente antes de atender o telefone. Assim,  o tempo que você toma  para dar uma pausa, não é tão importante quanto tornar a pausa sagrada em uma atividade regular. 
 
Aprender a viver o momento, é como fortalecer qualquer músculo do corpo, portanto, requer prática diária.
 
Sintonize seu corpo
Domesticar a mente é apenas parte da equação. Cada pensamento desencadeia uma sensação física, e o corpo pode ser  o  melhor professor, se você prestar atenção.
 
O nó que surge em seu estômago quando você pensa em mudar de emprego ou gastar mais do que pode  em umas férias,  está lhe dizendo algo importante.
 
Assim, por exemplo,  o calor que se espalha em seu peito, quando você vê um velho amigo ou ouve sua música favorita. —  Ouça mais seu corpo.  
 
Faça  algo fora do comum
Não há nada como fazer algo de novo para capturar sua atenção. Aprenda uma língua estrangeira. Viaje para um lugar que você nunca esteve.  Tente lambuzar suas mãos num trabalho  em cerâmica ou  machuque seus pés aprendendo a dançar tango, enfim, você não precisa nem sair de casa ou da vizinhança para mudar seu foco.
 
DH Lawrence, escritor inglês,  disse, "Quando eu  fico triste pensando no futuro, então eu saio lá  fora e faço marmelada. É incrível como um se anima …”  Isto significa que  ao fazer  uma atividade diferente, você está compenetrado, e, como tal, está vivendo aquele momento — o aqui, o agora.
  
Esqueça a sua lista de Afazeres
A maioria das pessoas, quando começa a prestar atenção às divagações de sua mente, fica chocado ao perceber quanto tempo perde para fazer a lista de afazeres e  sempre acaba repreendendo-se por não ter feito tudo.
 
O segredo aqui é perceber que a sua lista de coisas a fazer é infinita. Você nunca vai chegar ao fim. Aceitar isto impulsiona o dinamismo e, portanto, ao invés de ficar retido num engarrafamento mental,  você vai ter tempo para  saborear a comida que está botando para dentro de seu corpo, sentir o sol da tarde em seu rosto e ouvir o canto dos pássaros ao amanhecer.
 
Seja paciente.
Apesar de que viver o momento pode ser a chave para a felicidade, é preciso tempo e paciência para começar a combater  a ansiedade  e o medo criados na mente.
 
Dê um crédito a si mesmo por estar praticando e, à medida que você vai se tornando cada vez mais  aberto para o presente, sem tentar mudá-lo, você vai descobrir que,  se o momento é difícil ou alegre, vai passar num piscar de olhos, no  momento seguinte e no próximo... E como diz o poeta Emily Dickinson: "Para sempre é composto de agoras".
 
 
Presente, o único momento que existe
Fonte: AARP.org
 
Tags:
.