Vamos, vamos tomar um cafezinho?

A vida é triste e complicada. Diariamente é preciso falar com um número excessivo de pessoas. O remédio é ir tomar um "cafezinho". Para quem espera nervosamente, esse "cafezinho" é qualquer coisa infinita e torturante.

Como podemos definir o café nosso de cada dia? Um hábito. Um vício. Um aroma inesquecível que embriaga. Uma conversa. Um encontro. Um pequeno momento para reflexão…

O fato é que cada dia aparece um café diferente que atende a todos os gostos — Forte, fraco, quente, frio, amanhecido, de coador, expresso.

Na verdade,  o café nosso de cada dia é irresistível e pelo menos uma xícara dessa bebida quentinha faz parte da rotina de milhares de brasileiros, seja  em casa, no trabalho, na rua, e é uma boa pedida para quebrar qualquer rotina, principalmente quando queremos dar uma espairecida e aí usamos aquela frase simples e vaga: Saí  para tomar café.  Volto já! 

A vida é como café sem açúcar,
cada um adoça ao seu gosto…
mas ainda há quem prefira amargo.
– Eduardo Costa

Mitos e verdades sobre o Câncer de Mama

A luta contra o Câncer de Mama  é uma causa da humanidade e o diagnóstico precoce aumenta muito as chances de sucesso no tratamento. Portanto, Mulher, não deixe para depois. Faça seus exames preventivos agora!  

Uma campanha mundial chamada Outubro Rosa, acontece todos os anos especialmente no mês de outubro e visa conscientizar a população feminina, mas também a sociedade em geral, sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Com o laço cor de rosa como símbolo, a campanha começou em 1990 com a primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York. De fato, ainda hoje muitas localidades do mundo ainda comemoram com uma corrida, inclusive no Brasil, algumas cidades organizam corridas e maratonas pela conscientização do câncer de mama.
Tem vez que as coisas pesam mais do que a gente
 acha que pode aguentar.
Nessa hora fique firme pois tudo isso logo vai passar

Você vai rir, sem perceber
Felicidade é só questão de ser
Quando chover, deixar molhar
Pra receber o sol quando voltar
— Felicidade de Marcelo Jeneci 

Água, é necessário beber 8 copos por dia?

Quando se fala em ficar hidratado, a maioria das pessoas ainda segue a  velha regra de ouro: beber 8 copos de água por dia. Durante décadas, essa foi uma recomendação incontestável, apoiada por profissionais de saúde, pela indústria e pela mídia, tanto que até hoje é comum vermos as pessoas, principalmente as mulheres, terem uma garrafa de água acessível – em suas mãos, dentro da bolsa, na mesa, dentro do carro , ao lado da cama...

O mito dos 8 copos de água, provavelmente, surgiu em 1945, quando o Instituto de Pesquisas Científicas nos EUA — National Research Council, num artigo sugeriu que o consumo médio de água, para um adulto, deveria ser em torno de 2,5 litros por dia, e a partir de então disseminou-se pelo mundo a ideia de que precisamos beber o equivalente a 8 copos de água. Porém, ignorou-se a continuação, que dizia: “a maioria desta quantidade encontra-se em comidas preparadas".

Mas, afinal, quanta água é necessária para se manter saudável?  “Depende de cada um e do estilo de vida”, diz Barbara Rolls, Ph.D., professor of Nutritional Sciences and the Helen A. Guthrie Chair in Nutrition at Pennsylvania State University. 

A água se ensina pela sede;
A terra, por oceanos navegados;
O êxtase, pela aflição;
A paz, pelos combates narrados;
O amor, pela cinza da memória
E, pela neve, os pássaros.
Emily Dickinson

A nível de, em nível de ou ao nível de?

Algumas expressões costumam gerar dúvidas quanto ao seu uso, como no caso das expressões a nível de, em nível de ou ao nível de que acabam por gerar polêmicas e dúvidas nos falantes.

A expressão a nível de foi e ainda é, sem dúvida nenhuma, a campeã,  que  mesmo sendo uma expressão inútil, para seus adeptos é uma “maneira chique” de se expressar.  Observe o exemplo: 
☛ O jogador sofreu uma contusão a nível de joelho  (forma errada)
☛ O jogador sofreu uma contusão no joelho.  (forma correta)

De acordo com a norma culta da Língua Portuguesa, a expressão a nível de, está incorreta. Trata-se de um modismo que poderá ser substituída por outras expressões, como: em relação a, no que se refere a, relativamente a, no que concerne a, do ponto de vista de, no âmbito de, no que diz respeito a, entre outras.

É preciso erguer o povo à altura da cultura
 e não rebaixar a cultura ao nível do povo.
— Simone de Beauvoir

O Pequeno Príncipe e algumas Lições de Vida.

O Pequeno Príncipe  publicado em abril de 1943 pelo escritor e piloto francês Antoine de Saint-Exupéry conta a história de um piloto (ele mesmo) que após derrubar seu avião no deserto do Saara, encontra um garotinho misterioso e cativante de cachos loiros que tinha deixado seu asteroide e viajado por outros planetas até chegar à Terra, onde encontra o aviador e lhe narra sua história.

Apesar de ser uma obra destinado às crianças, pela simplicidade de sua narrativa, também encanta os adultos, seja pela atemporalidade da obra, seja pelos temas universais como o sentido da vida, o amor, a amizade, a solidão e a perda.

Vale dizer que Saint-Exupery foi um dos franceses mais conhecidos nos Estados Unidos que se mudou para Nova York, não para escrever, mas com a missão pessoal de ajudar a convencer os americanos a se juntar à luta contra o nazismo. Foi então que a sua editora americana o convenceu a escrever uma história de Natal, um conto infantil. E assim nasceu O Pequeno Príncipe.

Os homens cultivam cinco mil rosas
num mesmo jardim.
e não encontram o que procuram.
E, no entanto, o que eles buscam
poderia ser achado numa só rosa.
  — O Pequeno Príncipe

Sopa de Pedra, o Caldo nosso de cada Dia.

Tal qual costumes e tradições o Caldo ou Sopa de Pedra é um conto universal que nos permite inúmeras leituras, as quais, sem dúvida, abordam questões básicas de sobrevivência e superação que são importantes para nos ajudar a descobrir o mundo e a natureza humana como realmente ela é.  

O caldo de pedra é uma lenda que expressa sua atualidade e utilidade para o homem de hoje. As lições contidas nessa lenda oferecem novas perspectivas para superar desafios, vencer dificuldades e obstáculos, revertendo-os em “alimento” — o caldo que representa a prosperidade, a realização e a energia motivadora para enfrentar novos desafios.

Tudo na vida é relativo.
Um fio de cabelo numa cabeça é pouco,
mas em um prato de sopa é muito.
 — anônimo

Leite faz Bem ou Mal à saúde?

Os benefícios do consumo do leite que foram apregoados durante muitos anos deixaram de ser consensuais entre os especialistas.

Enquanto alguns deles defendem o consumo do alimento, afirmando que o mesmo contém uma série de nutrientes essenciais para a nossa saúde, outros confirmam que consumir leite ou derivados lácteos fazem mal. 

É sabido que o leite é um alimento natural e de elevada densidade nutricional que contém diversas vitaminas, sais minerais e outros nutrientes que são necessários para a manutenção da nossa saúde e que, também, é um alimento versátil do ponto de vista físico-químico que se integra facilmente na alimentação diária. 

Não chore pelo leite derramado, 
a não ser que você tenha que limpar o fogão.
By Jefferson Oliveira 

7 Hábitos que Melhoram sua Saúde.

Saúde é nosso grande tesouro. Os Hábitos, embora isoladamente pareçam ter pouca importância, no decorrer do tempo, além de garantirem melhorias na saúde e prevenirem doenças, afetam também a produtividade, a estabilidade financeira e a felicidade. Transformá-los pode significar a diferença entre fracasso e sucesso, vida e morte.

Assim, se você quer cumprir suas promessas de ano novo, primeiro transforme-as em hábitos que o cérebro faz o resto. Quem garante é o americano Charles Duhigg, repórter premiado do jornal The New York Times e autor do best seller O Poder do Hábito.

Cedo na cama, cedo no batente.
Faz o homem saudável, próspero e inteligente.
Benjamin Franklin

Tristeza é preciso temperar com alegria.

   
João Pessoa escreveu que toda a poesia reflete o que a alma não tem. Por isso a canção dos povos alegres é triste e a canção dos povos tristes é alegre.

Há também os que dizem que a beleza da arte nasce da tristeza. Se assim for, poder-se-ia dizer que se não houvesse tristeza, não haveria arte, já que uma obra de arte é uma forma de expressar ou curar o sofrimento.

A tristeza, cantada em verso e prosa,  é comparada como uma dor que não tem fim. Enquanto a alegria, apesar de indolor, é passageira; a tristeza, enquanto sentimento saudável e natural da vida, tem fim; porém, quando surge de maneira intensa ou fora do contexto, pode perder o controle e  desencadear depressão.

Eu vim descendo a serra 
Cheio de euforia para desfilar
O mundo inteiro espera
Hoje é dia do riso chorar 

É hoje o dia da alegria
E a tristeza, nem pode pensar em chegar
Diga espelho meu!
Se há na avenida alguém mais feliz que eu
É Hoje —  Almir Da Ilha

Dicas para as Férias de Verão.

As férias não servem apenas para descansar do stress do trabalho e do dia a dia, mas também para ajudar a recuperar o equilíbrio mental e físico. Para isso, é necessário ter em mente algumas dicas, que não só vão contribuir para o seu bem-estar, como também ajudam a manter um peso saudável.

Nas férias, a preguiça pode aparecer e as atividades físicas — e em alguns casos, a dieta — são deixadas de lado. Mas, é possível continuar se exercitando, mesmo não estando em casa. No campo ou na praia, várias são as opções para seguir treinando.